Home » Produtividade » Faça certo, o certo!

Faça certo, o certo!

Pensar é o melhor investimento. Muitas pessoas têm preguiça de pensar e não investem o tempo necessário analisando suas ações. Acabam fazendo a coisa errada, da forma errada. “Quando a cabeça não pensa, o corpo padece”. Faça certo, o certo!

Faça certo, o certo!

Quanto tempo você perde trabalhando com o que não deveria trabalhar? Fazendo uma tarefa que não deveria fazer? Ou até executando errado algo que poderia ser feito melhor e mais rapidamente? Quanto tempo você perde fazendo errado, o errado?

1. Faça certo…

Veja abaixo um trecho do livro “Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, escrito por Stephen Covey (se você nunca leu este livro, leia!):

“Suponha que você encontre alguém na floresta, trabalhando agitadamente para derrubar uma árvore.

 – O que está fazendo? – você pergunta.

– Não está vendo? – É a resposta impaciente. – Estou serrando esta árvore.

– Você parece exausto! – você exclama. – Há quanto tempo está trabalhando?

– Mais de cinco horas – responde o sujeito. – Estou esgotado! É um trabalho árduo.

– Bem, por que não descansa por alguns minutos e afia a serra? – você pergunta. – Com certeza, depois vai trabalhar muito mais rapidamente.

– Não tenho tempo para afiar a serra – diz o homem, decidido. – Estou muito ocupado serrando!“

Não há tempo…

Onde trabalho, conheço pessoas que estão sempre muito ocupadas, correndo pra cá e pra lá. Elas estão sempre executando, preocupadas com metas e prazos. Estão tentando fazer o máximo possível. O problema é que na ânsia de querer executar, acabam investindo pouco tempo em descobrir se estão fazendo da forma certa, ou até da melhor forma possível.

Elas não tem tempo para organizar a agenda, não tem tempo para centralizar as tarefas, não tem tempo para alinhar as expectativas com o chefe (ou com os subordinados). São pessoas que poderiam ganhar um tempo enorme se, de vez em quando, se perguntassem: “Estou fazendo da forma correta? Existe alguma forma melhor de fazer o que estou fazendo?”.

São lenhadores que não têm tempo para afiar o serrote e acabam se perdendo nas turbulências do dia a dia. Não percebem que, no longo prazo, vale mais a pena executar três tarefas bem executadas, tendo tempo para pensar sobre elas, do que quatro tarefas, correndo, sem tempo para garantir que esteja fazendo corretamente. A quarta tarefa é como a “quarta árvore”: você pode perder tempo agora afiando a serra ao invés de cortar mais uma árvore, mas esse tempo será, na maioria das vezes, compensado depois.

2. … o certo!

Imagine agora que o lenhador da história acima está cortando as árvores para abrir espaço para uma estrada. Ele finalmente entendeu a importância de afiar a serra, aumentando sua eficiência indiscutivelmente. Consegue cortar três vezes mais árvores por dia! Ao terminar seu trabalho ele sobe em uma árvore não cortada para visualizar tudo o que fez e… descobre que serrou as árvores erradas, levando a estrada para outra direção! Apesar de toda sua eficiência, seu trabalho não valeu nada.

O lenhador aprendeu a afiar a serra, mas não definiu bem seu objetivo, nem acompanhou para garantir que estava no caminho certo. Toda a sua eficiência foi por água abaixo.

Podia ter sido diferente?

Ninguém quer olhar para trás e achar que podia ter vivido de forma diferente. Tenho um amigo que é constantemente pressionado por resultados no trabalho, e acaba dedicando horas demais de seu dia para trabalhar! Esta pessoa não só trabalha em torno de 10 horas por dia, como ainda passa o final de semana trabalhando. Seu problema não é que trabalhe tanto. O real problema é fazer isso sem pensar, sem analisar.

É possível que dentro de alguns anos ele olhe para trás e se arrependa. É possível que ele veja o tempo que perdeu trabalhando e que poderia ter aproveitado com sua família. É possível que descubra, já tarde, que cortou as árvores pelo caminho errado.

Também é possível que nada disso aconteça, e que mesmo analisando a situação, ele mantenha as mesmas horas de trabalho. O importante, no entanto, é investir um tempo para garantir que você esteja fazendo o certo. Garantir que as árvores que você está cortando estão realmente criando a estrada que você deseja criar.

 

Resumindo

a) Entenda o seu certo, defina para onde segue a sua estrada;

b) Aja, comece a cortar suas árvores;

c) De tempos em tempos suba em uma árvore e analise se você continua no caminho certo;

d) Garanta sempre ter tempo para manter sua serra afiada. Vale a pena fazer um pouco menos para poder pensar muito mais. Tente sempre pensar antes de executar  (Seja preguiçoso!).

 

Quanto tempo do seu dia você “perde” afiando sua serra? Quanto tempo da sua vida você “perde” avaliando se está no caminho certo? Comente!

Comente!

Posted in Produtividade and tagged as , , , , , ,
  • http://www.facebook.com/mvbonacin Mario Vicente Bonacin

    Muito bom Rafael! Acompanho seus textos desde o começo do blog, e acho que “Você está no caminho certo” hehehehe Parabéns! :-)

    • http://rafaeldanigno.com.br/ Rafael Danigno de Paula e Silv

      Grande Mário! Que ótimo que você tem gostado dos posts!
      Muito obrigado pelo feedback! Tenho certeza que você também está no caminho certo! :) Abraços!

  • http://twitter.com/bcaliforniana Barbie Californiana

    A pressa faz com que as pessoas atropelem seus objetivos e não cumpram seus prazos, pois elas “pensam” que pensar é perda de tempo… p

    • http://rafaeldanigno.com.br/ Rafael Danigno de Paula e Silv

      Abraços, Barbie!