Home » Sonhos » 5 táticas para gerenciar bem sua vida

5 táticas para gerenciar bem sua vida

Já vi diversas pessoas iniciarem um projeto de longo prazo, com uma intensidade incrível, apenas para desistir ou esquecer do mesmo pouco tempo depois. Esta falta de controle não é incomum. Existem, no entanto, algumas boas táticas que podem virar esse jogo.

1. Sonhe… mas sonhe direito!

Se o objetivo não é tão relevante para você será quase impossível manter a motivação depois de um tempo. Sonhe direito! O que é realmente importante para você? Quais seriam os 3 objetivos mais importantes para sua vida? Descubra o que realmente importa para você!

Antes de começar a perseguir seu objetivo aguarde pelo menos um mês e veja se seu desejo continua forte como antes. Para começar este blog aguardei pacientemente três meses a fim de ter certeza que não era algo superficial. Não foi fácil, já que sou uma pessoa muito ansiosa, mas hoje eu posso garantir que ele não é fruto de uma simples empolgação do momento.

2. Mantenha o foco!

Sonhando direito, seu emocional vai te ajudar a manter um foco claro no objetivo. O dia a dia, no entanto, faz com que acabemos esquecendo o que realmente importa. Uma tática muito importante é manter seu objetivo sempre em mente, vivo, lendo-o diariamente (leia mais em “5 passos para alcançar seu sonho”).

Minha irmã possui uma disciplina fora do comum no que diz respeito aos estudos. Um de seus segredos é ter sempre em sua mesa de estudo algo que a lembre de seu foco! Quando estava estudando para a Defensoria do Rio Grande do Sul, ela tinha uma foto do prédio da Defensoria gaúcha como plano de fundo da área de trabalho do computador e uma foto do timbre da Defensoria em um porta retrato. Ela chegou até a criar a lista do resultado do concurso, com ela em 1o lugar! Esta lista ficou colada na parede em frente a sua mesa de estudos até ela passar no concurso (em 6o lugar!).

3. Analise, priorize e escolha

Como já comentei em outro post (“Invista melhor o seu tempo”), todos temos 24 horas por dia. Temos que escolher o que fazer com estas 24 horas. Não é viável perseguir, ao mesmo tempo, uma grande quantidade de sonhos que demandem muitas horas do seu dia sem que isto acabe lhe prejudicando.

Analise seus objetivos e defina uma ordem de prioridade. Escolha os mais importantes e deixe os outros para depois. Ter um filho, por exemplo, pode ser um objetivo a ser postergado se sua prioridade no momento for passar em algum concurso público.

Se esta ordem de prioridades não estiver bem definida, você vai acabar frustrado por não conseguir acompanhar todos seus objetivos da forma desejada.

4. Acompanhe periodicamente

O acompanhamento periódico permite que você se veja chegando mais perto de seu objetivo. Defina alguma métrica e registre uma vez por semana ou uma vez ao mês como foi este período.

Se você estiver estudando para concurso público, horas de estudo podem ser uma ótima métrica. Anote em um papel diariamente quantas horas você estudou no dia. Uma vez por semana (aos domingos, por exemplo) some as horas estudadas na semana que passou e registre em uma planilha simples. Acompanhe suas horas de estudo crescendo semana após semana e vendo a inclinação de sua reta diminuir nas semanas fracas e crescerem nas semanas fortes.

Se sua meta for 180 horas por mês (6h/dia) você poderá acompanhar seu desempenho e analisar quão perto (ou quão longe) você está. Se estiver mais perto, pode relaxar um pouco nos próximos dias. Se estiver mais longe terá que forçar um pouco mais.

Estabeleça um prêmio para cada mês que você bater sua meta! Pode ser um presente, uma saída, um dia sem estudos… Este prêmio pode te ajudar diretamente a ter mais motivação!

5. Crie e respeite sua “Central de tarefas”

Um ponto muito importante é ter um só local onde suas tarefas estejam anotadas. Encontre o meio mais simples e que te deixe mais a vontade para registrar e organizar suas tarefas (Gmail e Outlook possuem agendas já integradas, e existem alguns bons aplicativos que também podem ser utilizados como AnyDO, Wunderlist).

Somente centralizando suas tarefas em um local você conseguirá se manter organizado com o que deve ser feito, sem se esquecer de nada! Sua central de tarefas te permitirá ter uma visão ampla de tudo o que você está planejando. Só assim você poderá visualizar se está tentando fazer coisas demais ou se poderia estar buscando outros sonhos.

O agendamento de tarefas recorrentes é uma característica necessária de sua central de tarefas. Para eu não me esquecer de realizar a analise trimestral de como andam meus objetivos eu simplesmente criei a tarefa “Analisar andamento de meus objetivos” e defini que ela deve ocorrer no último domingo de cada três meses. Apesar de minha memória ser péssima, não me esqueço de nenhuma tarefa!

 

Que outras táticas você conhece que te ajudam a gerenciar bem sua vida, permitindo alcançar seus objetivos?

Comente!

Posted in Sonhos and tagged as , , , , ,
  • João

    Infeliz o exemplo de que podemos adiar a concepção de um filho para passar num concurso. Imagine uma jovem mulher lendo isso? Será que ela pode controlar quando terá ou não um filho? Será que não depende mais de Deus? Será que não devemos estar abertos à vida?

    • http://rafaeldanigno.com.br/ Rafael Danigno de Paula e Silv

      Entendo sua posição, João. No entanto, Deus permite que você se planeje, certo? O exemplo foi citado com base nesse planejamento.

      Conheço um antigo ditado que diz: “homens planejam, Deus ri”. Uma coisa é o que queremos, a outra é o que Ele quer pra nós. Ainda assim, isso não impede que planejemos.

      Abraços!

  • Marcos

    Acho que o João disse algo importante. Desejar atingir um objetivo, alimentar um sonho, planejar a vida é importante, mas tão importante quanto é entender que a vida tem uma parcela muito grande de inesperado. Tem um parcela do acaso para alguns, ou da manifestação de Deus para outros, e que devemos estar abertos, simplesmente prontos para viver. Esta parcela não está sob nosso controle, simplesmente podemos ou não sentir seus efeitos. Nesta parte, simplesmente as coisas acontecem sem nenhuma ação nossa. Pode ser uma força da natureza ou quem sabe a vontade de Deus. De qualquer forma, precisamos deixar um tempo ocioso, ou estar abertos, como o João disse, para conseguir perceber isto.

    • http://rafaeldanigno.com.br/ Rafael Danigno de Paula e Silv

      Bem colocado, Marcos! Citando o mesmo ditado: “homens panejam, Deus ri”. A felicidade não deve estar associada a “alcançar o objetivo”, mas sim ao hoje, ao presente! Dessa forma, o “inesperado” será aceito mais facilmente, diminuindo a frustração e facilitando a adaptação para novos objetivos!

  • http://twitter.com/bcaliforniana Barbie Californiana

    Gostei, principalmente, da tática foco, achei a ideia da foto fantástica, Rafael. Vou adotá-la para mim! ^^ O item 3, também, é interessante, eu mesma já “abri mão” de alguns objetivos para atingir outros… contudo, não desisti deles. Ás vezes, alguns sacrifícios valem a pena! Abraços e excelente semana.

    • http://rafaeldanigno.com.br/ Rafael Danigno de Paula e Silv

      O mais importante é decidir por si mesmo quais sacrifícios valem a pena, e não deixar que outros decidam por você, certo?

  • Pingback: Faça certo, o certo! | Rafael Danigno()

  • Pingback: Tire os problemas da cabeça e aumente sua produtividade | Rafael Danigno()